sábado, 24 de julho de 2010

Jagunço-presidente tucanalha mantém aposta no terrorismo

O jagunço-presidente nacional do PSDB, o jagunço-senador Sérgio Guerra, chamou o senador Michel temer (PMDB), vice da candidata à Presidência, Dilma Rousseff (PT), de "museu" e "guarda-roupa". As declarações foram feitas neste sábado (24), no evento de inauguração do comitê do senador e candidato ao governo de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB). "Ele (Temer) é um museu, um guarda-roupa. Uma coisa velha, anacrônica, que se põe no canto da sala. O Indio da Costa (DEM) é o cara da modernidade do barulho".
Sérgio Guerra avaliou que as declarações de Indio da Costa, vice do presidenciável José Serra (PSDB), sobre a ligação do PT com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia estão deixando os petistas "extremamente preocupados". "Eu concordo que o PT não tenha ligação com o narcotráfico, mas com as Farc com certeza", avaliou o líder tucano.

Um comentário:

Anônimo disse...

Por que ele não lembrou de Marco Maciel que é candidato à reeleição para o senado?
O desespero da oposição gera o fogo amigo.

Miguel Almeida.
Caruaru-PE

Real Time Web Analytics